....
....

30/04/2021

Dois funcionários de hospital se recusam a tomar vacina contra a Covid-19 e morrem vítimas da doença


O hospital estadual Eulalino Ignácio de Andrade, conhecido como hospital da Zona Sul de Londrina, cidade no norte do Paraná, registrou a morte por covid-19 de 2 funcionários que se recusaram a tomar a vacina contra a doença.

 

A informação foi divulgada nesta 5ª feira (29.abr.2021), pelo G1.



 

Segundo a reportagem, o auxiliar administrativo Jeferson Alves da Costa não quis tomar a vacina em fevereiro. No final de março mudou de ideia, e recebeu a 1ª dose. Ele morreu antes de receber a 2ª aplicação. Não foi informada a data do óbito.

 

A técnica de enfermagem Angela Marques morreu em 23 de abril. Ela também se recusou a receber o imunizante.

 

A direção do hospital informou que 31 funcionários manifestaram que não tomariam o imunizante. Um trabalho de convencimento das equipes fez com que 21 deles mudassem de ideia.

 

Outros hospitais públicos da cidade passam pela mesma situação, como o Hospital da Zona Norte e o Hospital Universitário. Nas unidades, pelo menos 30 profissionais afirmam não querer tomar a vacina – Poder 360.

 

Carlos Magno

 

VEJA TAMBÉM:

Cheirar pum pode prevenir câncer, AVC, ataque cardíaco, artrite e demência, diz estudo de universidade do Reino Unido

- Assassinato de moradores de rua em Campina Grande-PB gera comoção: radialista faz artigo em homenagem a "Maria Suvacão"

- UEPB vai ganhar curso de Medicina no campus de Campina Grande. Veja detalhes

-
Cliente que passar mais de 20 minutos em fila de banco na Paraíba receberá indenização

- Jovem forja a própria morte para saber "quais pessoas se importariam com sua ausência" e vem a público pedir desculpas