....
....

11/05/2021

Católicos de Campina Grande rezam pela recuperação dos padres Hachid e Alexandre, internados com Covid-19


Os católicos de Campina Grande e região estão irmanados, numa corrente de oração, pela recuperação dos padres Rachid e José Alexandre, internados para tratamento da Covid-19. No início desta semana, as orações se intensificaram, em virtude do agravamento do quadro clínico dos dois religiosos. A informação é do site Instanotícias.

 

O primeiro a ser diagnosticado com a Covid-19 foi o Padre José Alexandre Moreira, da Paróquia de Santa Teresinha, em Massaranduba. Já no final do mês de abril, atendendo a recomendações médicas, ele se afastou das atividades paroquiais devido ao diagnóstico positivo da doença, passando a cumprir quarentena. Porém, o seu estado de saúde foi se agravando e ele foi internado na Clínica Santa Clara, em Campina Grande.


Padre José Alexandre (esq.) e Padre Hachid (dir.) testaram positivo para a Covid-19

 

Segundo nota oficial divulgada pela Diocese de Campina Grande nesta segunda-feira (10), o Padre José Alexandre “continua na Unidade de Terapia Intensiva – UTI, com quadro de pneumonia vitral associada a pneumonia bacteriana, em uso de antibióticos, com intubação orotraqueal, em fisioterapia respiratória, pressão arterial resistente com hipertensão importante, diabetes com glicemia na faixa de 200 e a saturação, quando motivada pela liberação de mais oxigênio, tem chegado a 97%. Além disso, os rins estão provocando retenção de líquidos e necessitando de mais esforços para fazê-los funcionar. De acordo com o médico plantonista, o quadro de saúde do Padre continua grave. Continuemos em oração”, afirma a nota.

 

Já o padre Hachid Ilo Beserra de Sousa, da Paróquia de São Sebastião, em Picuí, testou positivo para a Covid-19 há cerca de uma semana. Na última quinta-feira (06), ele foi internado no Hospital Pedro I, em Campina Grande, após orientação médica, “para um melhor acompanhamento de seu quadro clínico, tendo em vista ser um paciente com comorbidades”, segundo informou, na oportunidade, a Diocese de Campina Grande.

 

Neste final de semana ele foi transferido para a Unidade de Terapia Intensiva – UTI, apenas por precaução, pois ainda apresentava um quadro clínico razoavelmente confortável. Porém, na manhã desta segunda-feira (10), “apresentou cansaço (76% de saturação) e, consequentemente, necessitou de intubação orotraqueal”, segundo informou, em nota, a Diocese de Campina Grande. A nota disse também haver “75% de comprometimento pulmonar”.

 

Diante do quadro clínico dos dois padres, muito queridos por toda a comunidade católica das paróquias ligadas à Diocese de Campina Grande, os católicos estão fazendo verdadeiras correntes de oração, pedindo a Deus pela plena recuperação dos religiosos, como também por todas as pessoas que se encontram nos hospitais, em quadro de recuperação da Covid-19 - Instanotícias.

 

Carlos Magno

 

VEJA TAMBÉM:

Cheirar pum pode prevenir câncer, AVC, ataque cardíaco, artrite e demência, diz estudo de universidade do Reino Unido

- Assassinato de moradores de rua em Campina Grande-PB gera comoção: radialista faz artigo em homenagem a "Maria Suvacão"

- UEPB vai ganhar curso de Medicina no campus de Campina Grande. Veja detalhes

-
Cliente que passar mais de 20 minutos em fila de banco na Paraíba receberá indenização

- Jovem forja a própria morte para saber "quais pessoas se importariam com sua ausência" e vem a público pedir desculpas