....
....

21/05/2021

Cientistas norte-americanos identificam um novo coronavírus, de origem canina, detectado na Malásia


Um novo coronavírus de origem canina foi identificado pelos pesquisadores norte-americanos. As amostras foram detectadas na Malásia, mas ainda não é possível saber se esse vírus pode se replicar no corpo, causar doenças ou ser transmitido entre pessoas.

 

Se confirmado como um patógeno, pode representar o oitavo coronavírus único conhecido por causar doenças em humanos.



 

De acordo com o La República, a pesquisa foi iniciativa do epidemiologista Gregory Gray, da Duke University. Entre 2017 e 2018, o especialista e sua equipe coletaram amostras da mucosa nasal de pacientes com pneumonias recorrentes em um hospital da Malásia. Oito deles apresentavam vestígios de coronavírus canino no trato respiratório superior.

 

O cientista chegou a pensar que se tratava de um erro e enviou as amostras para a virologista Anastasia Vlasova, uma especialista mundial em coronavírus animais da Ohio State University, que confirmou que era esse vírus.

 

“Nossas descobertas ressaltam a ameaça à saúde pública dos CoVs animais e a necessidade de conduzir uma melhor vigilância para eles”, destacam os cientistas em artigo acadêmico – Istoé.

 

Carlos Magno

 

VEJA TAMBÉM:

Cheirar pum pode prevenir câncer, AVC, ataque cardíaco, artrite e demência, diz estudo de universidade do Reino Unido

- Assassinato de moradores de rua em Campina Grande-PB gera comoção: radialista faz artigo em homenagem a "Maria Suvacão"

- UEPB vai ganhar curso de Medicina no campus de Campina Grande. Veja detalhes

-
Cliente que passar mais de 20 minutos em fila de banco na Paraíba receberá indenização

- Jovem forja a própria morte para saber "quais pessoas se importariam com sua ausência" e vem a público pedir desculpas