....
....

25/05/2021

Exército abre apuração disciplinar contra Pazuello por participação em ato político de apoio a Bolsonaro


O Exército Brasileiro abriu um procedimento de apuração disciplinar sobre a participação do general Eduardo Pazuello, ex-ministro da Saúde, em ato público de apoio ao presidente Jair Bolsonaro, ocorrido no último domingo, no Rio de Janeiro. Pazuello e Bolsonaro estavam sem máscaras de proteção e promoveram aglomeração.

 

A informação foi publicada pelo jornal O Estado de São Paulo, em seu site de notícias. Segundo o Estadão, o procedimento foi aberto pelo comandante-geral do Exército, General Paulo Sérgio Nogueira de Oliveira.



Foto: Fernando Frazão / Agência Brasil

 

Ainda de acordo com a publicação, a decisão do Exército já foi comunicada a Pazuello e tem o objetivo de garantir o direito de defesa ao general, embora existam provas suficientes da participação dele na manifestação, o que é expressamente proibido pelas Forças Armadas.

 

Ao final do processo, uma possível punição a Pazuello vai depender de como o Exército vai considerar a infração, se de grau leve, médio ou grave. Com isso, Pazuello poderá ser advertido verbalmente ou até mesmo ter que cumprir prisão disciplinar de até 30 dias.

 

Carlos Magno

 

VEJA TAMBÉM:

Cheirar pum pode prevenir câncer, AVC, ataque cardíaco, artrite e demência, diz estudo de universidade do Reino Unido

- Assassinato de moradores de rua em Campina Grande-PB gera comoção: radialista faz artigo em homenagem a "Maria Suvacão"

- UEPB vai ganhar curso de Medicina no campus de Campina Grande. Veja detalhes

-
Cliente que passar mais de 20 minutos em fila de banco na Paraíba receberá indenização

- Jovem forja a própria morte para saber "quais pessoas se importariam com sua ausência" e vem a público pedir desculpas