....
....

31/05/2021

Bolsonaro faz apelo ao Exército para que não puna Eduardo Pazuello por participar de ato pró-governo


O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) pediu ao general Paulo Sérgio Nogueira de Oliveira, comandante do Exército Brasileiro, que não puna Eduardo Pazuello, ex-ministro da saúde, por participar de um ato pró-governo no Rio de Janeiro no último dia 23.

 

Segundo apurou a Folha de S. Paulo, Bolsonaro falou com o general em São Gabriel da Cachoeira (AM), viagem feita por ambos para inaugurar uma ponte de menos de 20 metros. Como Pazuello é geral da ativa e Paulo Sérgio seu superior, o pedido do presidente aumenta ainda mais a crise entre o Planalto e as Forças Armadas.



Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

 

O pedido aconteceu porque Pazuello participou de um evento de motociclistas com Bolsonaro e subiu ao palanque para dar apoio ao presidente, sem usar máscaras. Como não faz mais parte do governo, Pazuello foi incorporado a um cargo burocrático na Secretaria-Geral do Exército e, por isso, não poderia ter ido à manifestação.

 

O comandante do Exército tem uma semana para decidir se punirá ou não Pazuello. Se ele não seguir Bolsonaro, disseram os aliados à Folha, isso será visto como uma renúncia. Já os militares de cúpula mais otimistas acreditam em uma saída na qual Bolsonaro irá recuar ante uma punição mais branda de Pazuello – Istoé.

 

Carlos Magno

 

VEJA TAMBÉM:

Cheirar pum pode prevenir câncer, AVC, ataque cardíaco, artrite e demência, diz estudo de universidade do Reino Unido

- Assassinato de moradores de rua em Campina Grande-PB gera comoção: radialista faz artigo em homenagem a "Maria Suvacão"

- UEPB vai ganhar curso de Medicina no campus de Campina Grande. Veja detalhes

-
Cliente que passar mais de 20 minutos em fila de banco na Paraíba receberá indenização

- Jovem forja a própria morte para saber "quais pessoas se importariam com sua ausência" e vem a público pedir desculpas