....
....

21/06/2021

Ministério Público diz que estudante de Medicina matou a própria mãe para receber a herança e viver no luxo


Márcia Lanzane, de 44 anos, foi assassinada pelo próprio filho, Bruno Eustáquio Vieira, de 23 anos, que queria a herança para ter vida luxuosa, de acordo com o Ministério Público. O crime aconteceu em dezembro de 2020, no Guarujá, no litoral de São Paulo.

 

Na primeira versão dada à polícia, o jovem contou ter encontrado a mãe morta. Depois, disse que ela teria caído e batido a cabeça, uma morte acidental.



Foto: Reprodução/Redes Sociais

 

As imagens de câmeras de segurança, no entanto, mostraram Bruno agredindo a mãe. O laudo pericial apontou asfixia mecânica como causa da morte.

 

As testemunhas relataram que o suspeito mudou o comportamento quando resolveu cursar medicina.

 

Antes da morte de Márcia, ele teria a pressionado para vender ou alugar a casa e, assim, conseguir viver no luxo.

 

Nas redes sociais, ele lamentou a morte da mãe. “Te amarei para sempre! Obrigado por tudo meu amor. Luto Eterno Rainha”, escreveu – Catraca Livre.

 

Carlos Magno

 

VEJA TAMBÉM:

Cheirar pum pode prevenir câncer, AVC, ataque cardíaco, artrite e demência, diz estudo de universidade do Reino Unido

- Assassinato de moradores de rua em Campina Grande-PB gera comoção: radialista faz artigo em homenagem a "Maria Suvacão"

- UEPB vai ganhar curso de Medicina no campus de Campina Grande. Veja detalhes

-
Cliente que passar mais de 20 minutos em fila de banco na Paraíba receberá indenização

- Jovem forja a própria morte para saber "quais pessoas se importariam com sua ausência" e vem a público pedir desculpas