....
....

11/09/2021

Mais de meio milhão de paraibanos ainda não retornaram para a segunda dose da vacina contra a Covid-19


Um levantamento da Secretaria de Estado da Saúde (SES), com dados do Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunizações (SI-PNI), verificou um total de 506.580 paraibanos que não retornaram aos postos de vacinação para receber a segunda dose da vacina contra covid-19 no intervalo oportuno. O levantamento trouxe ainda detalhes sobre os imunizantes recebidos pelos faltosos na ocasião da primeira dose (D1).

 

Os dados acenderam um alerta e o Governo do Estado, em parceria com o Ministério Público Federal (MPF), o Ministério Público Estadual (MPPB) e Ministério Público do Trabalho na Paraíba (MPT-PB), lançou uma campanha para estimular a procura pela segunda dose (D2).



Foto: Kleide Teixeira/Secom-JP

 

As vacinas da AstraZeneca/Fiocruz registraram o maior número de indivíduos ausentes para receber a D2: 323.835 não fecharam o esquema vacinal. Os imunizantes da Butantan/Sinovac ficaram em segundo lugar com 170.626 pessoas que não receberam a segunda dose. Sobre a Pfizer/Corminaty foram identificados 12.483 faltosos para concluir a imunização contra covid-19.

 

A campanha está sendo veiculada nas emissoras de televisão e também nas redes sociais do Governo do Estado, do MPF, do MPPB e do MPT-PB durante o mês de setembro. A ação tem caráter preventivo para evitar uma nova onda de casos de covid-19. Além disso, o esquema vacinal completo é imprescindível para que a Paraíba possa ter uma retomada econômica mais segura. A campanha reforça: “Tome a segunda dose. Você e toda a Paraíba precisam. Uma dose da vacina não basta!”.

 

A preocupação com o cenário de faltosos se dá em um momento em que a Paraíba confirma 125 casos da variante Delta dos quais 7 caminharam para óbito. O secretário de Saúde, Geraldo Medeiros, explica que a imunização incompleta concede uma defesa parcial e não garante potencial máximo de proteção contra o vírus. “Dos 125 casos confirmados da variante Delta, 11 necessitaram de internação e sete, infelizmente, evoluíram para óbito. É importante destacar que, entre estas vidas perdidas, quatro indivíduos não estavam vacinados, dois receberam a primeira dose e apenas um estava com o esquema vacinal completo”, afirmou – Secom-PB.

 

Carlos Magno

 

VEJA TAMBÉM:

Cheirar pum pode prevenir câncer, AVC, ataque cardíaco, artrite e demência, diz estudo de universidade do Reino Unido

- Assassinato de moradores de rua em Campina Grande-PB gera comoção: radialista faz artigo em homenagem a "Maria Suvacão"

- UEPB vai ganhar curso de Medicina no campus de Campina Grande. Veja detalhes

-
Cliente que passar mais de 20 minutos em fila de banco na Paraíba receberá indenização

- Jovem forja a própria morte para saber "quais pessoas se importariam com sua ausência" e vem a público pedir desculpas