....
....

20/12/2021

Paraíba sedia projeto nacional para ampliação de coberturas vacinais com participação de 25 cidades


A Paraíba foi selecionada para participar do projeto Reconquista das Altas Coberturas Vacinais, promovido pelo Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos (Bio-Manguinhos/Fiocruz) e a Secretaria de Vigilância e Saúde do Ministério da Saúde (SVS/MS). A iniciativa vai estabelecer uma rede de colaboração interinstitucional para busca da melhoria da cobertura vacinal brasileira.

 

São 25 municípios paraibanos que farão parte do projeto. As localidades pertencem à 1ª e 14ª Regiões de Saúde da Paraíba. Nesse contexto, 37% da população do estado será contemplada. O Plano Nacional de Imunização (PNI) brasileiro é considerado um dos mais completos do mundo e, ainda assim, enfrenta um cenário adverso para alcançar as taxas de cobertura vacinal necessárias à imunidade coletiva das vacinas que disponibiliza.



Foto: Divulgação/Secom-PB

 

A participação da Paraíba no projeto foi definida ainda em novembro, durante um encontro para debater os rumos da vacinação no país para a erradicação de doenças que voltaram a ser notificadas no Brasil. A reunião aconteceu na Secretaria de Estado da Saúde (SES) e contou também com a participação do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde da Paraíba - Cosems PB, da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), do Ministério da Saúde, da Organização Pan-americana de Saúde (Opas) e da Secretaria estadual da Educação e da Ciência e Tecnologia.

 

Na Paraíba, o secretário de saúde do estado, Geraldo Medeiros, defendeu o diálogo entre as diversas esferas ligadas à saúde como ponto fundamental para reforçar os próximos passos da vacinação. “Nós temos que ter o foco no avanço da vacinação contra a covid-19 sem esquecer que há outras doenças que podem ser evitadas pelo mesmo método. Não existe motivo para a falta de cumprimento do calendário vacinal, que é disponibilizado gratuitamente, diferente de outros países do mundo”, enfatiza o secretário.

 

O diálogo contou ainda com a presença do ex-presidente da Fiocruz e uma das maiores autoridades no mundo em relação à vacinação, Akira Homma, que coordena o projeto Reconquista das Altas Coberturas Vacinais. Ele justificou a escolha da Paraíba como um dos estados para início do projeto. “A Paraíba foi selecionada em virtude da facilidade logística, uma vez que o Instituto possui ampla rede de colaboração prévia com instituições paraibanas”, esclarece. Akira Homma lembrou a importância de ampliar a cobertura vacinal no Brasil, pois trata-se de uma segurança coletiva. “São doenças imunopreveníveis que já causaram centenas de óbitos no passado e estão voltando a circular no Brasil, por isso é absolutamente importante trabalhar as baixas coberturas”.

 

Para a presidente do Cosems, Soraya Galdino, é oportuna a discussão do tema, ainda mais com a queda nos índices de cobertura nacional. “A vacina é a forma de prevenção de doenças mais eficaz que nós temos e a gente percebe que nos últimos cinco anos ela foi ficando desvalorizada. Este momento é importante para recolocar as vacinas em pauta”, pontua.

 

Até março de 2022, está prevista a conclusão do primeiro resultado almejado: a elaboração dos planos de ação da Paraíba e do Amapá, que também foi selecionado para o projeto. A partir do momento que o mapeamento das causas das baixas coberturas vacinais por município forem definidas, serão elaborados, em conjunto com os estados e municípios, os primeiros 41 Planos de Ação Operacional de Imunizações – Secom-PB.

 

Carlos Magno

 

VEJA TAMBÉM:

Cheirar pum pode prevenir câncer, AVC, ataque cardíaco, artrite e demência, diz estudo de universidade do Reino Unido

- Assassinato de moradores de rua em Campina Grande-PB gera comoção: radialista faz artigo em homenagem a "Maria Suvacão"

- UEPB vai ganhar curso de Medicina no campus de Campina Grande. Veja detalhes

-
Cliente que passar mais de 20 minutos em fila de banco na Paraíba receberá indenização

- Jovem forja a própria morte para saber "quais pessoas se importariam com sua ausência" e vem a público pedir desculpas