....
....

13/04/2022

Polícia Civil de São Paulo abre inquérito para investigar ameaças de morte contra o ex-presidente Lula


O delegado divisionário da Delegacia de Crimes Eletrônicos do Deic, Laércio Ceneviva Filho, determinou a abertura de inquérito policial para investigar ameaças de morte contra o ex-presidente Lula (PT). O inquérito vai ser aberto após uma petição do advogado Cristiano Zanin.

 

O petista é pré-candidato à Presidência e lidera os cenários da disputa segundo a última pesquisa Datafolha (leia mais abaixo).



Foto: Reprodução/Instagram

 

As ameaças foram feitas no site do Partido dos Trabalhadores (PT) por uma pessoa que se identificou como Luiz Carlos Prestes - para o delegado, uma forma de incriminar a própria esquerda.

 

Nas mensagens, o autor diz ainda que vão ser as pessoas do próprio partido que irão matar Lula, que a morte vai acontecer no estado de São Paulo ("talvez no interior") e ainda neste ano. As mensagens foram publicadas nos dias 24 de março, 5 e 7 de abril.

 

Eleições 2022

 

Na última pesquisa Datafolha, divulgada em 24 de março, Lula tinha 43% das intenções de voto e o presidente Jair Bolsonaro (PL), 25%.

 

Sergio Moro (União Brasil) tem 8%; Ciro Gomes (6%); João Doria (PSDB), 2%; Andre Janones (Avante), tem também 2%. Vera Lúcia, do PSTU, Simone Tebet, do MDB, e Felipe D’Ávila, do Novo, têm 1% cada um. Leonardo Péricles (UP), não pontuou.

 

A pesquisa ouviu 2.556 pessoas nos dias 22 e 23 de março em 181 cidades brasileiras. A margem de erro é de dois pontos para mais ou para menos – g1.

 

Carlos Magno

 

VEJA TAMBÉM:

Cheirar pum pode prevenir câncer, AVC, ataque cardíaco, artrite e demência, diz estudo de universidade do Reino Unido

- Assassinato de moradores de rua em Campina Grande-PB gera comoção: radialista faz artigo em homenagem a "Maria Suvacão"

- UEPB vai ganhar curso de Medicina no campus de Campina Grande. Veja detalhes

-
Cliente que passar mais de 20 minutos em fila de banco na Paraíba receberá indenização

- Jovem forja a própria morte para saber "quais pessoas se importariam com sua ausência" e vem a público pedir desculpas