....
....

17/04/2022

“Se não fosse por Ricardo, por Veneziano e por mim, João Azevêdo não seria governador”, afirma Luiz Couto


O ex-deputado federal Luiz Couto (PT), que é pré-candidato à Câmara dos Deputados nas eleições deste ano, disse que o governador João Azevêdo é um homem ingrato. Segundo ele, João, que era um mero desconhecido da Paraíba em 2018, foi eleito governador do Estado graças ao conjunto de forças formado por ele (Luiz Couto), por Veneziano e por Ricardo Coutinho.

 

Luiz Couto, que é padre, disse que um dos maiores pecados que o ser humano pode cometer é o da ingratidão e este pecado João Azevêdo cometeu.



Foto: Portal Carlos Magno

 

“A eleição do atual governador, João Azevêdo, se não fosse a presença de Ricardo Coutinho a de Veneziano e a minha, ele não seria eleito não. E ele cometeu um grande pecado: a ingratidão. A gratidão é um elemento importante na vida de cada um de nós. Aquilo que nos foi dado a gente tem que agradecer por isso e ele criou uma violência, um ódio contra o companheiro Ricardo Coutinho”.

 

Luiz Couto reafirmou que será candidato a deputado federal nas eleições deste ano. “Neste sentido eu quero dizer, primeiro, que eu sou pré-candidato, hoje, a deputado federal, para ajudar, também, ao governo de Veneziano, trazendo recursos para que, de fato, a Paraíba possa ter as condições”.

 

As declarações de Luiz Couto foram dadas recentemente, em entrevista concedida na cidade de Boqueirão.

 

Carlos Magno

 

VEJA TAMBÉM:

Cheirar pum pode prevenir câncer, AVC, ataque cardíaco, artrite e demência, diz estudo de universidade do Reino Unido

- Assassinato de moradores de rua em Campina Grande-PB gera comoção: radialista faz artigo em homenagem a "Maria Suvacão"

- UEPB vai ganhar curso de Medicina no campus de Campina Grande. Veja detalhes

-
Cliente que passar mais de 20 minutos em fila de banco na Paraíba receberá indenização

- Jovem forja a própria morte para saber "quais pessoas se importariam com sua ausência" e vem a público pedir desculpas