....
....

31/05/2022

Bebê de 2 meses morre após ser arremessada de uma altura de 15 metros pelo pai, durante discussão com a ex-esposa


A menina Isabel de Aguilar Loesch faria dois meses de vida nesta segunda-feira (30/5). Dois dias antes, porém, foi morta de forma trágica: na tarde de sábado (28/5), ela foi arremessada da laje da casa da mãe e, segundo testemunhas, o corpo caiu na rua, de uma altura de 15 metros, em Teófilo Otoni, no Vale do Mucuri. A casa fica em terreno ingrime, o que eleva a altura da laje em relacao à rua.

 

O autor do homicídio é o próprio pai do bebê, David Loesch Filho, de 26 anos, que foi preso em flagrante e alegou arrependimento.



Foto: Reprodução/Redes Sociais

 

O crime provocou revolta e comoção na cidade, de 140,9 mil habitantes. O corpo de Isabel foi enterrado na tarde de domingo, no Cemitério Municipal de Teófilo Otoni.

 

O casal estava separado. De acordo com o boletim de ocorrência da Polícia Militar (PM), testemunhas disseram que David Loesch teve um desentendimento com a mãe da criança, Lucinete de Aguilar Souza, de 36, na casa dela, no Bairro Tabajara. Durante a discussão, ele arremessou a criança no meio da rua.

 

O bebê foi socorrido por terceiros e levado até a Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) de Teófilo Otoni, onde morreu.



Foto: Reprodução/Redes Sociais

 

Conforme o registro da ocorrência, após o homicídio, o pai da criança fugiu. Ainda na tarde de sábado, ele fez contato com um subtenente da PM, por ligação telefônica e por meio do WhatsApp, confessou o crime e anunciou que estava disposto a se entregar, alegando arrependimento.

 

David Loesch foi preso e levado para a delegacia da Polícia Civil de Teófilo Otoni, onde foi autuado em flagrante. Ele continuará na cadeia à disposição da Justiça.

 

Conforme a polícia de Teófilo Otoni, a mãe da criança, Lucinete Souza, contou que, na tarde de sábado, o autor confesso do crime chegou à sua residência e o casal começou a discutir.  A mulher disse que, em determinado momento, quando foi até a cozinha, “para verificar um arroz doce” que estava fazendo, o homem arremessou o bebê no meio da rua.

 

Ainda de acordo com a PM, a mãe relatou que desde a gravidez vem tendo brigas e desentendimentos com o autor. A mulher disse também que, durante a gestação, ela “foi agredida com um soco na barriga” desferido pelo pai da criança – EM.

 

Carlos Magno

 

VEJA TAMBÉM:

Cheirar pum pode prevenir câncer, AVC, ataque cardíaco, artrite e demência, diz estudo de universidade do Reino Unido

- Assassinato de moradores de rua em Campina Grande-PB gera comoção: radialista faz artigo em homenagem a "Maria Suvacão"

- UEPB vai ganhar curso de Medicina no campus de Campina Grande. Veja detalhes

-
Cliente que passar mais de 20 minutos em fila de banco na Paraíba receberá indenização

- Jovem forja a própria morte para saber "quais pessoas se importariam com sua ausência" e vem a público pedir desculpas