....
....

07/01/2019

Em Catolé do Rocha: Polícia procura suspeito de matar cachorro com dez facadas, por se irritar com latidos do animal


Policiais civis da cidade de Catolé do Rocha, localizada no Sertão da Paraíba, estão à procura do homem que matou com dez facadas uma cadela de estimação no último domingo (6). O fato ocorreu na casa do próprio suspeito, situada no centro da cidade, a 393 quilômetros de João Pessoa, e comoveu a população do local.

 

Segundo testemunhas, o agressor teria praticado o crime após se revoltar com os latidos do animal. Ele fugiu após o fato. O caso está sendo investigado pelos delegados Homero Perazzo Filho e Sylvio Rabello.



 

De acordo com Sylvio Rabello, delegado seccional de Catolé do Rocha, a polícia começou a investigar o caso assim que foi informada do ocorrido. “Além de uma associação que trabalha em defesa dos animais, familiares do suspeito também procuraram a polícia. O delegado plantonista Homero Perazzo compareceu no local do crime junto com sua equipe e adotou as primeiras providências, como ouvir testemunhas, identificar o autor do crime e expedir intimações”, detalhou.

 

Os policiais da cidade foram acionados para localizar o suspeito, porém ele ainda permanece desaparecido. “Recebemos informações de que ele está fora da cidade, mas estamos fazendo diligências no sentido de localizá-lo. Parentes disseram que é portador de doenças mentais e teve um surto psicótico, mas ainda estamos investigando. Além de matar o animal, ele fez ameaças de morte contra familiares. Se ele não aparecer, iremos representar pela prisão preventiva do mesmo”, afirmou Silvio Rabelo – Secom-PB.

 

Carlos Magno

 

VEJA TAMBÉM:

Cheirar pum pode prevenir câncer, AVC, ataque cardíaco, artrite e demência, diz estudo de universidade do Reino Unido

- Assassinato de moradores de rua em Campina Grande-PB gera comoção: radialista faz artigo em homenagem a "Maria Suvacão"

- UEPB vai ganhar curso de Medicina no campus de Campina Grande. Veja detalhes

-Cliente que passar mais de 20 minutos em fila de banco na Paraíba receberá indenização

- Jovem forja a própria morte para saber "quais pessoas se importariam com sua ausência" e vem a público pedir desculpas