....
....

09/01/2019

Alunos do programa MedioTec na Paraíba desenvolvem jogos digitais inspirados no Nordeste. Veja como baixar e jogar


Estudantes do curso de ‘Programação de Jogos digitais’, oferecido pelo programa Mediotec/Paraíbatec da Secretaria de Estado da Educação e Ciência e Tecnologia (SEECT), em Campina Grande, desenvolveram jogos para celular e computador com o tema ‘Histórias do Nordeste’. A iniciativa do curso teve como objetivo trabalhar de forma multidisciplinar auxiliando no ensino médio, além de preparar os alunos para o mercado de trabalho e apresentar um pouco da história da Paraíba de forma lúdica. O lançamento dos jogos aconteceu no mês de dezembro.

 

Foram desenvolvidos oito jogos, um deles já está disponível para baixar no site e ser usado em celular e computador (CLIQUE AQUI). Vindos de escolas variadas da Rede Estadual, os 25 alunos do curso trabalharam durante três meses em equipe.



 

Para a criação dos jogos, os alunos realizaram várias atividades: aulas de campo, visitas técnicas, eventos acadêmicos, visitaram museus e fizeram pesquisas sobre a história, personagens e momentos históricos que marcaram a Região. Com o intuito de fazer a ponte entre a educação teórica e a prática. As aulas do Mediotec acontecem no período da tarde, contraturno das aulas do ensino médio regular dos alunos.

 

O programa MedioTec é uma ação nacional que visa o fortalecimento das políticas de educação profissional, oferecendo o ensino técnico de nível médio articulado de forma simultânea com as redes de educação e com o setor produtivo. O programa funciona no Estado através do ParaíbaTec.



 

Jogo

 

O jogo ‘SECA’ foi inspirado no poema Morte e Vida Severina do escritor brasileiro João Cabral de Melo Neto. Conta a história de Biu (Severino) que enfrenta dificuldades encontradas no Sertão nordestino, fazendo com que a chuva volte a se fazer presente na Região.

 

Segundo o orientador pedagógico, Thiago Morais, a meta é disponibilizar todos os jogos e criar novos com outras temáticas. “Os resultados superaram as expectativas. Os alunos tiveram poucos meses e era um desafio criar jogos com uma temática tão rica, abrangente e multidisciplinar. Eles fizeram pesquisas de campo e criaram tudo: construção de personagens e cenários, enredo e sons. Ficamos ainda mais satisfeito pois os alunos tiveram que aprender várias áreas do conhecimento como história, geografia, matemática, além de terem uma experiência para o mercado de trabalho fazendo esses jogos em equipes e com prazos”, disse.



 

Para a professora Ana Paula do Ó, o ensino da Ciência da Computação traz diversos benefícios para os alunos. “A Computação é uma ciência que investiga e resolve problemas, proporciona um novo mundo e muda radicalmente o comportamento de uma sociedade”, afirma Ana Paula.

 

Ainda de acordo com a professora, os resultados do Fórum Mundial mostram que 65% das crianças e adolescentes que hoje se encontram no ensino fundamental e médio atuaram em profissões que ainda não existem. O curso de Jogos Digitais do MedioTec proporcionou para os alunos a possibilidade de uma futura profissão e habilitou competências e habilidades, sendo fator determinante para que definissem a carreira profissional, direcionando-os a um projeto de vida.



 

“Meu objetivo é ensinar Computação da melhor forma, através de games, que hoje fazem parte do cotidiano das crianças e adolescentes, trazendo para eles a responsabilidade de serem protagonistas neste processo. Este trabalho é mérito da dedicação tanto da equipe pedagógica, técnica e administrativa, mas acima de tudo da dedicação do professor e dos seus alunos. Vislumbrar o resultado final é muito gratificante”, falou – Secom-PB.

 

Carlos Magno

 

VEJA TAMBÉM:

Cheirar pum pode prevenir câncer, AVC, ataque cardíaco, artrite e demência, diz estudo de universidade do Reino Unido

- Assassinato de moradores de rua em Campina Grande-PB gera comoção: radialista faz artigo em homenagem a "Maria Suvacão"

- UEPB vai ganhar curso de Medicina no campus de Campina Grande. Veja detalhes

-Cliente que passar mais de 20 minutos em fila de banco na Paraíba receberá indenização

- Jovem forja a própria morte para saber "quais pessoas se importariam com sua ausência" e vem a público pedir desculpas