....
....

15/01/2019

Bolsonaro já foi assaltado e, mesmo sendo militar, treinado, teve a arma que portava levada pelos bandidos


Uma história que veio à tona nesta terça-feira (15), data em que o presidente Jair Bolsonaro (PSL) publicou decreto que facilita a posse de armas, é que, no ano de 1995, Bolsonaro foi vítima de um assalto. O mais curioso é que, mesmo sendo militar, treinado para uso de armas, os bandidos levaram dele a sua moto, uma Honda Sahara 350, ano 94; e sua arma, uma pistola Glock 380.

 

O assunto foi relembrado na manhã desta terça pela jornalista Mirian Leitão, na Rádio CBN, ao comentar sobre as possibilidades da posse de uma arma proteger mais o cidadão – ou não. Segundo ela, mesmo Bolsonaro sendo um militar, treinado, e estando armado, não teve como evitar o assalto do qual foi vítima em 95.



 

O assalto ao então deputado federal Jair Bolsonaro ocorreu por volta das 8h30 do dia 4 de julho de 1995, quando o deputado seguia para panfletar junto com seus eleitores, na Zona Norte do Rio de Janeiro e foi abordado por dois homens, aparentemente jovens de classe média, segundo o próprio Bolsonaro. “Mesmo armado me senti indefeso”, afirmou ele, à época.

 

Após o assalto, Bolsonaro prestou queixa e a polícia ainda fez rondas nas proximidades, para tentar localizar a moto e a arma do parlamentar. Porém, sem obter sucesso.

 

Carlos Magno

 

VEJA TAMBÉM:

Cheirar pum pode prevenir câncer, AVC, ataque cardíaco, artrite e demência, diz estudo de universidade do Reino Unido

- Assassinato de moradores de rua em Campina Grande-PB gera comoção: radialista faz artigo em homenagem a "Maria Suvacão"

- UEPB vai ganhar curso de Medicina no campus de Campina Grande. Veja detalhes

-Cliente que passar mais de 20 minutos em fila de banco na Paraíba receberá indenização

- Jovem forja a própria morte para saber "quais pessoas se importariam com sua ausência" e vem a público pedir desculpas