....
....

23/01/2019

Hospital Metropolitano Dom José Maria Pires é referência no atendimento a Doença de Parkinson na Paraíba


Os cidadãos com Doença de Parkinson atendidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS) contam no estado da Paraíba com os serviços de referência do Hospital Metropolitano Dom José Maria Pires. A unidade oferece aos assistidos os trabalhos dos mais renomados especialistas da área da neurologia e neurocirurgia, além de uma infraestrutura robusta, equipamentos de alta tecnologia, ambulatório qualificado e procedimento cirúrgico. Os pacientes atendidos na instituição são regulados via Secretarias Municipais, em sintonia com o sistema de regulação do Estado.

 

O coordenador do ambulatório de neurocirurgia funcional e doença de Parkinson da instituição, Emerson Magno, explicou os atendimentos, destacando os procedimentos cirúrgicos. “Até o momento foram realizados na unidade de saúde cinco procedimentos cirúrgicos para o tratamento da doença. Isso vai da implantação do Deep Brain Stimulation (DBS), que consiste em um aparelho de neuroestimulação, semelhante ao marca-passo cardíaco, que libera de forma precisa impulsos elétricos em regiões específicas do cérebro, até a troca do marca-passo de estimulação. Contamos no complexo hospitalar com grandes profissionais da área de neurologia e o mais qualificado ambulatório especializado em neurocirurgia funcional, que é área da neurocirurgia que cuida desse tipo de patologia especifica”, explicou.



 

Ainda de acordo com o neurocirurgião Emerson Magno, a doença não tem cura, mas com o tratamento adequado o paciente poderá ter mais qualidade de vida. “Em casos cirúrgicos, a neuroestimulação produz uma melhora importante dos sintomas que antes eram tratados com uso de medicações, mas que deixaram de responder adequadamente. Além disso, o DBS leva a redução na quantidade ingerida de medicamentos e nas complicações do seu uso crônico (discinesias, fenômeno ON-OFF), mas ressaltamos que a cirurgia só após avaliação criteriosa e com indicação ao paciente”, destacou.



 

O Parkinson é uma doença progressiva do sistema neurológico que afeta principalmente o cérebro. Este é um dos principais e mais comuns distúrbios nervosos da terceira idade e é caracterizado, principalmente, por prejudicar a coordenação motora e provocar tremores e dificuldades para caminhar e se movimentar. Segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), divulgado no Ministério da Saúde, aproximadamente 1% da população mundial com idade superior a 65 anos tem a doença de Parkinson. Só no Brasil, estima-se que cerca de 200 mil pessoas sofram com o problema – Secom-PB.

 

Carlos Magno

 

VEJA TAMBÉM:

Cheirar pum pode prevenir câncer, AVC, ataque cardíaco, artrite e demência, diz estudo de universidade do Reino Unido

- Assassinato de moradores de rua em Campina Grande-PB gera comoção: radialista faz artigo em homenagem a "Maria Suvacão"

- UEPB vai ganhar curso de Medicina no campus de Campina Grande. Veja detalhes

-Cliente que passar mais de 20 minutos em fila de banco na Paraíba receberá indenização

- Jovem forja a própria morte para saber "quais pessoas se importariam com sua ausência" e vem a público pedir desculpas