....
....

02/02/2019

Flávio Bolsonaro diz respeitar decisão do STF para que investigações sobre movimentação financeira de ex-assessor continuem


O senador recém-empossado Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) afirmou que respeita a decisão do ministro Marco Aurélio Mello, do STF, de determinar prosseguir com investigações criminais que envolvem o parlamentar por supostas movimentações financeiras atípicas e que não veio pedir foro na corte.

 

O filho do presidente Jair Bolsonaro afirmou também que vai prestar "esclarecimentos sem problema nenhum" sobre o caso.



 

"Não vim pedir foro privilegiado. (O ministro Marco Aurélio) decidiu que era o Rio de Janeiro e assim vou fazer no Rio de Janeiro", disse em entrevista, ao destacar que cabe ao STF analisar caso a caso onde uma investigação deve correr.

 

"A gente presta esclarecimentos sem problema nenhum. Tem que aguardar a tramitação do processo aí sem problema nenhum", afirmou.

 

Em entrevista pouco após ser empossado no plenário do Senado, Flávio disse que o processo volta para o Rio e destacou que ainda há uma indefinição sobre se o caso contra ele vai correr na primeira instância ou na segunda instância.

 

"Aonde eu tiver que ir eu irei. Respeito a decisão do ministro Marco Aurélio. Vamos para o Rio de Janeiro", disse.

 

Em outra entrevista, Flávio disse que não vai decepcionar os eleitores do Rio e vai trabalhar "muito" pela segurança pública e focará também sua atuação na reforma da Previdência e agenda econômica.

 

O senador disse que não há prazo para ele prestar depoimento na investigação criminal do MP-RJ – Reuters.

 

Carlos Magno

 

VEJA TAMBÉM:

Cheirar pum pode prevenir câncer, AVC, ataque cardíaco, artrite e demência, diz estudo de universidade do Reino Unido

- Assassinato de moradores de rua em Campina Grande-PB gera comoção: radialista faz artigo em homenagem a "Maria Suvacão"

- UEPB vai ganhar curso de Medicina no campus de Campina Grande. Veja detalhes

-Cliente que passar mais de 20 minutos em fila de banco na Paraíba receberá indenização

- Jovem forja a própria morte para saber "quais pessoas se importariam com sua ausência" e vem a público pedir desculpas