....
....

08/02/2019

Unidades de Saúde de Campina Grande têm estruturas precárias e colocam em risco funcionários e pacientes, denuncia Sintab


Mofo, infiltrações, paredes rachadas, infestadas por cupins e com risco de ruir, móveis enferrujados, consultório dentário interditado por causa de ratos, falta de medicamentos, equipamentos, móveis e utensílios básicos. Esta é a realidade que a Prefeitura Municipal de Campina Grande (PMCG) não mostra em suas propagandas de governo sobre as Unidades Básicas de Saúde (UBS) da cidade.

 

A direção do Sindicato dos Trabalhadores Públicos Municipais do Agreste e da Borborema (Sintab) visitou três destas UBS’s e constatou o caos em que se encontram os locais que deveriam prestar assistência digna de saúde para a população dos bairros de Campina. As mesmas já foram alvo de denúncia do Ministério Público (MP), mas infelizmente nada foi feito por parte da Prefeitura para a melhoria, de fato, dos serviços.



 

A primeira Unidade vistoriada foi a UBS Tambor II, onde faltam medicamentos e o mofo é persistente em quase todas as salas.  Na UBS Tambor, além destes problemas, são insalubres também os banheiros de uso de pacientes, que possuem estrutura precária e portas sem fechadura, com vasos sanitários quebrados ou em péssimas condições de uso.



 

A pior situação foi constatada na UBS Catolé de Zé Ferreira, que reúne todas as questões já citadas e ainda está com o consultório dentário interditado, porque, entre outras falhas graves, há ratos no local, que estava tomado por fezes do animal durante a vistoria do sindicato. Há também focos de mosquito da dengue e infestação de cupins, que já prejudica a estrutura interna das paredes do local.



 

O presidente do Sintab, Giovanni Freire, comentou a situação. “É uma situação absurda, que a gente observa de perto mas não acredita. Os pacientes e funcionários correm sérios riscos. É um grande desrespeito com os trabalhadores e com a população o que acontece não só nestas, mas em várias Unidades de Saúde de Campina, que estão funcionando em casas muito antigas e que não têm manutenção, apenas são maquiadas pela gestão quando convém”, disse.



 

Segundo ele, o Sintab irá encaminhar um documento com fotos e relatos ao MP, para reforçar que nada foi feito para melhorar as condições de trabalho e de atendimento nas Unidades – Assessoria.

 

Carlos Magno

 

VEJA TAMBÉM:

Cheirar pum pode prevenir câncer, AVC, ataque cardíaco, artrite e demência, diz estudo de universidade do Reino Unido

- Assassinato de moradores de rua em Campina Grande-PB gera comoção: radialista faz artigo em homenagem a "Maria Suvacão"

- UEPB vai ganhar curso de Medicina no campus de Campina Grande. Veja detalhes

-Cliente que passar mais de 20 minutos em fila de banco na Paraíba receberá indenização

- Jovem forja a própria morte para saber "quais pessoas se importariam com sua ausência" e vem a público pedir desculpas