....
....

02/04/2019

Imprensa nacional destaca redução de assassinatos na Paraíba e medidas de prevenção de crimes no estado


A redução de assassinatos na Paraíba foi destaque no cenário nacional, com a publicação do jornal ‘O Globo’, desta segunda-feira (1º). O texto aponta que a Paraíba segue na contramão do crescimento de homicídios no país, junto com outros sete estados (Alagoas, Espírito Santo, Mato Grosso, Minas Gerais, Paraná, Piauí e São Paulo) e o Distrito Federal.

 

Na matéria, ‘O Globo’ também frisa que a Paraíba é um exemplo elucidativo de que o combate à violência não se resume à repressão, mas também abrange a prevenção. É dada como exemplo a tomada de medidas que levaram ao aumento da apreensão de armas, com a aprovação da Lei 9.708/2012, que bonifica os agentes de Segurança Pública pela retirada desse material das ruas, e a realização de um levantamento para saber os tipos de crimes mais cometidos e onde eles ocorrem, que permite concentrar esforços nessas áreas.



 

O secretário de Estado da Segurança e da Defesa Social, Jean Nunes, afirmou que os resultados são fruto de ações integradas, de prevenção e repressão qualificadas, das polícias Civil, Militar e do Corpo de Bombeiros Militar. “A diferença é que a Paraíba tem reduzido o número de assassinatos ano a ano, por sete anos consecutivos. E já no início de 2019, alcançamos os melhores números da história do Programa Paraíba Unida pela Paz, com 11% de redução apenas no mês de fevereiro e 28% de redução em relação ao 1º bimestre do ano, no qual houve 162 assassinatos, contra 225 no mesmo período do ano passado. Também alcançamos redução das mortes de mulheres, diminuindo 70%. Foram 23 casos de mulheres vítimas de homicídios em janeiro e fevereiro de 2018 e sete ocorrências nesses mesmos dois meses, este ano. Em março, estamos finalizando a consolidação dos números, também na expectativa de redução”, explicou.

 

De acordo com o Núcleo de Análise Criminal e Estatística (Nace) da pasta, em 2010 a Paraíba registrou 1.563 homicídios em território paraibano. No ano de 2018, esse número chegou a 1.210 casos, o que significou uma redução acumulada de 32% na taxa de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI), em oito anos.

 

Apreensão de armas - Desde 2011, 23.907 armas de fogo foram apreendidas pelas forças de segurança da Paraíba. No primeiro bimestre deste ano, 633 revólveres, pistolas, espingardas, entre outros armamentos foram retirados de circulação – Secom-PB.

 

Carlos Magno

 

VEJA TAMBÉM:

Cheirar pum pode prevenir câncer, AVC, ataque cardíaco, artrite e demência, diz estudo de universidade do Reino Unido

- Assassinato de moradores de rua em Campina Grande-PB gera comoção: radialista faz artigo em homenagem a "Maria Suvacão"

- UEPB vai ganhar curso de Medicina no campus de Campina Grande. Veja detalhes

-Cliente que passar mais de 20 minutos em fila de banco na Paraíba receberá indenização

- Jovem forja a própria morte para saber "quais pessoas se importariam com sua ausência" e vem a público pedir desculpas