....
....

11/04/2019

Professor de escola da rede pública é preso depois de postar foto com arma em rede social


Um professor da rede pública do Distrito Federal foi preso, em flagrante, na manhã desta terça-feira (9) depois de uma denúncia anônima. O homem, de 40 anos, que também é servidor da Universidade de Brasília (UnB), na área técnica, divulgou uma foto no perfil dele, em uma rede social, onde aparece com uma arma de fogo.

 

Na casa dele, na Asa Sul, em Brasília, a Polícia Civil cumpriu mandado de busca e apreensão. Os policiais encontraram uma faca, um machado, um soco-inglês e um taco de beisebol.



 

O G1 não localizou a defesa do servidor.

 

Na delegacia, ele disse que a arma é de um primo e que tirou a foto em uma festa. De acordo com o boletim de ocorrência, o professor afirmou que usa o taco para "jogar beisebol", o machado para "fazer podas", a faca para "cortar canos e fazer pequenos reparos" e o soco inglês para "apoiar copos e outro objetos no carro".

 

Ele foi autuado por porte de arma branca, assinou um termo circunstanciado se comprometendo a comparecer na Justiça quando intimado, e foi liberado.

 

Professor da rede pública

 

Em depoimento ao delegado, o suspeito disse que é professor da rede pública do Distrito Federal e técnico da Universidade de Brasília (UnB). A universidade confirmou o vínculo do servidor, mas não deu detalhes sobre a atuação dele.

 

Já no Portal da Transparência do GDF, o nome do homem detido aparece como servidor da Secretaria de Educação do DF desde 2010 (veja acima). Ele dá aulas para estudantes do ensino médio em uma escola do Núcleo Bandeirante.

 

Até a publicação dessa reportagem, a pasta não tinha se posicionado sobre o caso – G1.

 

Carlos Magno

 

VEJA TAMBÉM:

Cheirar pum pode prevenir câncer, AVC, ataque cardíaco, artrite e demência, diz estudo de universidade do Reino Unido

- Assassinato de moradores de rua em Campina Grande-PB gera comoção: radialista faz artigo em homenagem a "Maria Suvacão"

- UEPB vai ganhar curso de Medicina no campus de Campina Grande. Veja detalhes

-Cliente que passar mais de 20 minutos em fila de banco na Paraíba receberá indenização

- Jovem forja a própria morte para saber "quais pessoas se importariam com sua ausência" e vem a público pedir desculpas