....
....

17/04/2019

Polícia prende suspeito de ter assassinado professor Dionísio em Santa Rita, um amigo bem próximo da vítima


A Polícia Civil da Paraíba, por meio do núcleo de homicídios da delegacia de Santa Rita, prendeu na noite dessa segunda-feira (15), por volta das 22h, Lambert Cabral Leal de Oliveira, de 51 anos, suspeito de ter assassinado o professor José Alves Dionísio, 61 anos, encontrado morto no dia 5 de abril em um matagal na cidade de Santa Rita, região metropolitana de João Pessoa.

 

Segundo o delegado Aldrovili Grisi, que investiga o caso, o suspeito foi preso na Central de Polícia de João Pessoa no momento em que prestava depoimento. “Depois de coletarmos diversos depoimentos e evidências sobre a autoria requeremos o mandado de prisão temporária do acusado. Na noite de ontem quando ele foi prestar depoimento nós cumprimos o mandado expedido em desfavor de Lambert Cabral Leal de Oliveira, que confessou o crime”, esclareceu.


 

Ainda segundo o delegado Aldrovili Grisi, as investigações apontaram para um relacionamento muito próximo do acusado com a vítima. “Todas as evidências davam conta de que o autor do crime conhecia muito bem a vítima e sua rotina diária. Isso foi confirmado através das oitivas de testemunhas e Lambert Cabral Leal de Oliveira era um amigo de longas datas do professor José Alves Dionísio. Além disso, outros fatos levaram à confirmação de ter sido ele o autor do crime”, disse.

 

Apesar do suspeito ter confessado participação no crime, as investigações sobre o caso continuam. “Ainda não podemos dar muitos detalhes sobre a forma como aconteceu o delito. As investigações continuam e o caso ainda não está encerrado”, concluiu – Secom-PB.

 

Carlos Magno

 

VEJA TAMBÉM:

Cheirar pum pode prevenir câncer, AVC, ataque cardíaco, artrite e demência, diz estudo de universidade do Reino Unido

- Assassinato de moradores de rua em Campina Grande-PB gera comoção: radialista faz artigo em homenagem a "Maria Suvacão"

- UEPB vai ganhar curso de Medicina no campus de Campina Grande. Veja detalhes

-Cliente que passar mais de 20 minutos em fila de banco na Paraíba receberá indenização

- Jovem forja a própria morte para saber "quais pessoas se importariam com sua ausência" e vem a público pedir desculpas