....
....

04/06/2019

Encanador confessa ter agredido a esposa a marretadas, por ciúme, e diz que filha também foi atingida “sem querer”


O encanador José Diógenes de Andrade, de 47 anos, confessou ter agredido a marretadas Luziane de Jesus Silva, de 38 anos, por ciúmes. Ele também alegou que atingiu a filha, de nove anos, e que dormia com a mãe, sem querer. Diógenes foi preso na tarde de segunda-feira (3), em Praia Grande, no litoral de São Paulo, pouco mais de 24 horas depois do crime, cometido em São Vicente.

 

Mãe e filha foram agredidas na manhã de domingo (2), na casa em que viviam, na Vila Ponte Nova, Área Continental. Segundo a delegada Lara Cristina Martins Pereira, titular da Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) da cidade, Diógenes alegou que cometeu o crime após uma crise de ciúmes.



 

“Ele alega que tinha muito ciúme da vítima ainda, e ela teria saído para um baile, no dia do ocorrido, o que motivou a ira e fúria dele”, contou. Segundo a delegada, Diógenes teria feito uma montagem com imagens da festa de modo a “chantagear” Luziane.

 

O G1 apurou que Diógenes surpreendeu Luziane e a filha enquanto elas dormiam em um dos quartos da residência. Ele acertou a companheira com golpes no rosto e na cabeça e, de acordo com ele, sem querer, acabou atingindo a criança. O encanador afirmou que não tinha intenção de machucar a filha.

 

Pelo menos oito pessoas prestaram depoimento na sede da DDM, incluindo o encanador, que foi localizado após investigadores da unidade montarem campana na rua em que a irmã dele mora, no Parque das Américas, em Praia Grande. Escondido no local, ele não resistiu à abordagem policial.

 

Diógenes tinha ferimentos na cabeça, braços e nos pés, feitos após agressões cometidas por populares. Ele passou por atendimento médico e, depois, foi levado preso pelos crimes de tentativa de feminicídio e violência doméstica para a cadeia anexa à Delegacia Sede de São Vicente. Nesta terça-feira (4), será transferido para a Penitenciária da cidade.

 

Entenda o caso

Foi o segundo filho do casal, um adolescente de 13 anos, quem pediu ajuda aos vizinhos logo após o pai atingir a mãe e a irmã na cabeça com uma marreta. Equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e Polícia Militar foram acionadas e, em seguida, o encanador fugiu.

 

As duas seguem em estado grave. Luziane está na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Municipal de São Vicente. Segundo o último boletim médico, o quadro inspira cuidados, mas ela já está consciente. Já Mirella segue no Hospital Irmã Dulce, em Praia Grande, também consciente e reagindo às medicações. Ela já conseguiu fazer a primeira refeição via oral na unidade.

 

A cunhada de Luziane está responsável por acompanhá-la, e o adolescente de 13 anos está sob os cuidados da família materna. O Conselho Tutelar de São Vicente já informou à Vara da Infância e Juventude de São Vicente todos os trâmites feitos ao longo do ocorrido – G1,

 

Carlos Magno

 

VEJA TAMBÉM:

Cheirar pum pode prevenir câncer, AVC, ataque cardíaco, artrite e demência, diz estudo de universidade do Reino Unido

- Assassinato de moradores de rua em Campina Grande-PB gera comoção: radialista faz artigo em homenagem a "Maria Suvacão"

- UEPB vai ganhar curso de Medicina no campus de Campina Grande. Veja detalhes

-Cliente que passar mais de 20 minutos em fila de banco na Paraíba receberá indenização

- Jovem forja a própria morte para saber "quais pessoas se importariam com sua ausência" e vem a público pedir desculpas